16 agosto, 2015

O Mesmo

A forma mais livre de viver é a de pensar... Estamos apenas indo de acordo com conceitos velhos e enferrujados, então pensar nos faz pessoas livres e sólidas.

A forma mais cretina de julgar é a sem razões... A forma mais estranha se ser, não necessariamente existe... As coisas mais belas não são as mesmas e julgamentos pessoais são mais importantes.

O arrepio, o toque, o som, a lembrança... Tudo bobo, simples e marcante.

A frase que mais dirá sobre nós mesmos nunca será a mesma, no entanto, nos levará ao mesmo lugar.

A forma perfeita de existir jamais será entendida completamente e talvez nem o terço do terço da mesma.

Viver em função de si mesmo, é disso que se trata progredir. Viver de propósitos aparentemente bem compreendidos.

Eu aceito todas essas opções...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Patrícia Muniz - 2014/2016. Todos os direitos reservados. || Design by: Patrícia Muniz. Voltar ao topo ↟