17 outubro, 2014

Quando coisas chatas acontecem

(Imagem: We Heart It)
Heey pessoal! Tudo bom com vocês?

Deixa eu falar, ultimamente tenho tido mil e uma ideias para fazer posts aqui no blog, mas por ironia do destino, azar, empecilho ou seja lá como se chama esse tipo de acontecimento, não posso por as ideias em prática, juro que tô injuriada com isso. Quando eu penso que tudo vai melhorar, quando tudo começa a dar certo, acontece alguma coisa e isso deixa qualquer um para baixo, mas estou tentando lidar com isso.

Lembram que nesse post eu disse que a internet daqui de casa estava cabeada? Pois é, acabou em tragédia. Minha mãe arrumando as coisas para viajar, passou levando tudo inclusive o cabo da internet conectado no meu computador, resultado: meu computador beijou o chão e o hd que eu tinha trocado em julho provavelmente deu defeito, mandei o rapaz olhar mas até agora ele não me falou nada sobre o estado do computador que não consegue iniciar e fica só exibindo uma mensagem na tela e mais nada. Tenho quase certeza que minha mãe vai ter que desembolsar R$300,00 de novo (eu não trabalho, quem me banca é a mami) pra colocar um novo hd, mas oremos para que isso não aconteça porque esse dinheiro era parte do valor da câmera nova que eu estava querendo comprar e seria de certo modo um presente de aniversário.

Não sou mesquinha nem nada, mas é muita sacanagem ter que trocar o hd novinho de novo. Três meses de uso com o computador funcionando numa boa e isso acontece, acho que não tenho sorte com a samsung, o ultrabook veio com problema no hd mandei para a assistência e não resolveram então paguei para trocar (odeio a burocracia da assistência técnica), meu outro celular assim que a garantia expirou deu problema, comprei outro que me arrependi de ter comprado porque quase não tem memória interna e eu tenho que ficar constantemente formatando (Ele é muito bom, tem 2 anos na minha mão, já tomou tanta queda que nem me lembro e continua funcionando, o ruim é a memória interna muito pequena) e agora essa queda. Não estou culpando a samsung, eu acho que eles fazem ótimos produtos e compro porque gosto da qualidade e funcionalidade, mas sim, me desapontei com o problema do ultrabook que a assistência não resolveu no começo do ano. O fato do computador ter beijado o chão 9 dias atrás não tem relação alguma com a samsung, a culpa foi minha e da minha mãe.

Eu não sei quando o rapaz vai resolver o problema e isso me lembra que eu tenho que ligar para ele e me informar sobre. Todo esse rodeio foi pra explicar por que não posso colocar meus tão sonhados posts no ar. :( Eu poderia tentar editar o material para os posts no PC de mesa, mas ele não suporta programas de edição de fotos e mesmo online é horrível fica pesado e as vezes reinicia (a família não tem sorte com computadores), pra ter uma ideia ele nem sequer vídeos do YouTube reproduz, o áudio fica picotado e a imagem travando. Eu vou pensar em uma forma de atualizar o blog enquanto meu computador não fica pronto, mas não prometo posts religiosamente todos os dias tah?! Não é dessa vez que vou conseguir deixar tudo do jeito que eu quero.

Sobre tentar lidar com situações que você não consegue controlar: Eu fiquei muito chateada por perder todo o material e todos os posts que eu já tinha prontos no computador, tinham resenhas, textos, looks, muitas fotos editadas para posts específicos, mas eu não tinha feito backup de nada, então perdi tudo. Fiquei super mal no começo, pra baixo, decepcionada comigo mesmo (o ultimo post foi fruto das besteiras que faço, e o jeito de descarregar todas as emoções, os sentimentos ruins e a raiva é escrevendo, é como chorar pra lavar a alma sabe?) e mesmo com um peso no coração tentei esquecer, pensar em coisas novas... Cada um age de uma forma quando se depara com situações em que sente o peso da culpa, seja pelo que for. Eu não senti culpa por deixar o fio atravessado na porta nem pelo computador ter caído e sim porque todo mundo ficou berrando "foi pouco, bem feito, eu avisei" e isso é o tipo de coisa que machuca, eu sou muito sensível em relação ao que as pessoas acham de mim, é o meu calcanhar de Aquiles.

Agora que todo mundo esqueceu o que aconteceu, eu estou bem. Chateada pelos arquivos que perdi, mas isso agente consegue de novo, enquanto vivermos podemos recomeçar, o que não se pode perder é a vida!

É isso, desculpem pelo post imenso, mas eu precisava falar sobre isso e explicar toda essa falta de conteúdo no blog. Beeeeeeeijos e até a próxima!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Patrícia Muniz - 2014/2016. Todos os direitos reservados. || Design by: Patrícia Muniz. Voltar ao topo ↟