03 setembro, 2014

Pequena e Triste Garota

Durante tanto tempo enterrada em seus próprios pesadelos, sonhando que pode entender como funciona o mundo, tentando sobreviver a tudo e a todos porque é isso que ela faz... Se tranca e diz que sobrevive.

Aquela pequena garota se deixou levar um dia e se machucou, ela não quer mais isso, simplesmente pelo fato de não suportar sentir dor. E todos os dias ela se levanta e põe um sorriso no rosto na tentativa de ser feliz novamente.

Pequena e coitada garota, cheia de sonhos perdidos ou presos em algum lugar, trancou o coração e jogou a chave fora. Não é nada com garotos ou amigos, ela só se deixou estar sozinha. E como tudo com um tempo desaparece, ela deixou de acreditar na vida. Nada de família, nada de amigos, nada de alguém para estar ao seu lado. 

No centro da cidade, sozinha em seu apartamento vazio, pensa todos os dias como seria se ela tivesse voltado para casa, a casa que agora não existe mais, e tudo que ela precisa é de amor... Todas as suas esperanças se foram pela grande janela de vidro que há em seu quarto. Nessa mesma janela o sol bate todos os dias, brilha para seu rosto e mesmo que isso sempre aconteça, não se anima em dizer oi ou olá. Tranca-se em sua sala na empresa em que trabalha, a monotonia de todos os dias e rímel borrado de tanto chorar por não poder se permitir sentir. Ela está sozinha, sem rumo...

Todos os dias, o mesmo trem, a mesma calçada, os mesmos pensamentos e as mesmas lamentações... E ela precisa ser feliz novamente.

Com tantas oportunidades, tantos momentos para se dar uma nova chance... Porque ela não faz nada? A base da sua vida é realmente a tristeza? Eu tenho algo a dizer a para a pequena e triste garota: Sinta, mesmo que doa; se permita, mesmo os outros achem errado; viva, porque é isso que pessoas fazem...

Na estante do quarto, muitos livros, muitos ainda intocados... Ela lê tudo que a leve para fora do seu pequeno mundo sem sentido, isso com certeza a faz se sentir melhor. Na arara, um vestido com detalhes em renda, intocado. Na cozinha, nada em uso. Nos seus planos futuros: Um grande vazio...

Isabelle Wings, tiste garota de olhos azuis e sem brilho... Personalidade totalmente controversa ao seu sobrenome "Asas", e a ironia como sempre batendo à sua porta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Patrícia Muniz - 2014/2016. Todos os direitos reservados. || Design by: Patrícia Muniz. Voltar ao topo ↟