20 junho, 2014

Estar do lado de fora...

Estamos a todo momento tão acostumados com o acomodar-se, que não nos tocamos de que esse acomodar é o empecilho... Não é o tipo de coisa que se pode dizer tanto faz ou dane-se, não é o tipo de coisa que vai embora com o tempo e também não é o tipo de coisa que te faz se sentir melhor. Por trás das cortinas de todo palco há uma realidade diferente, e não importa o quanto esteja tentando se convencer de que tudo é verdade, a realidade não muda. É como olhar para a essência e não para a embalagem. 

Seria irônico dizer que não estive acomodada por um longo tempo em relação a tudo, ainda estou acomodada na verdade mais em relação a poucas coisas, é que o tempo passa e aprendemos a confiar mais em nós mesmos o que nos coloca dentro ou fora da jogada... Não é algo que se possa controlar mais vale a pena de certa forma. Estar do lado de fora está incluído no pacote de qualquer um em certo ponto da vida. Eu estive por muito tempo fora e agora voltar parece mais difícil do que nunca, exige padrões, persistência e medo. Exige tudo que você nunca havia pensado e saber se isso serve de algo é a mesma coisa que estar no vazio e não saber se alguém vai te tirar de lá... Não que eu saiba como é estar totalmente no vazio, eu não estive lá tempo suficiente, na verdade nem sei se realmente estive lá. 

Eu estive a ponto de dizer que talvez não fosse importante e acredite: Pra muitos eu realmente não sou, mais tem uma pessoa que me acha importante, essa pessoa sou eu! Custou a cair a ficha sobre tudo, mais caiu e agora é seguir em frente! 

Eu vivo morrendo, li isso em algum lugar: Morrendo de amor, morrendo de saudades, morrendo de raiva, morrendo de ciúmes... E de repente me toquei que isso é coisa que só uma fênix faz, renasce das cinzas, e tudo bem eu ser nova demais pra dizer isso mais não é todo mundo que vai entender. E realmente, eu estive do lado de fora e passei muitos anos tentando entrar novamente, mais parece que é algo que não está destinado a todo mundo, talvez esteja um dia mais todos sabem que existe um limite. Um limite para tudo... Até que o sol se ponha...

Não tem muito haver com onde ou porque você está e sim o que você está sentindo, saber disso até certo ponto pode te fazer se importar mais poderá não ser o bastante. Tudo que resta é um...

É complicado...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Patrícia Muniz - 2014/2016. Todos os direitos reservados. || Design by: Patrícia Muniz. Voltar ao topo ↟